Hogera de Consejos

Último dia de temporada.
Dia de chorar loucamente até arrancar os cabelos aproveitar muito o sol, correr pelo sítio inteiro e tentar gravar na mente todas as imagens, todos os lugares, todos os momentos que a gente passou e que vão ser só lembranças gostosas a partir de amanhã.

Pra não deixar ninguém ficar cabisbaixo afinal de contas, tem que ter lágrima pra alvorada de amanhã fizemos uma programação SUPER INTENSA logo de manhã, pra sacudir as tristezas e focar em viver cada segundo do dia. A primeira atividade foi o CLÁSSSSSICO Mustafá! Mais um dos grandes jogos do Arraial, no qual todo mundo joga. É nacho, salsa, guacamole, rapadura, chilli, doritos, lambada, papagaio, galinha, periquito, princesa, bicicleta, bandido, pigmeu, monitor, monitéia, monitriz, fotógrafo, câmera e até uns ETs que ninguém sabe de onde nem pra quê mesmo que vieram, mas que são insuportáveis de tão carentes.

Em seguida, pra não dar nem tempo de se limpar, veio o jogo preferido de toda a monitoria, psicologia, coordenação e comunicação: o Rolo Compressor. É simplesmente o jogo mais brutal do acampamento. Em resumo, trata-se de um bando de guri correndo loucamente pelo  pântano abissal,  fedido e absolutamente repugnante que chamamos de  campão, levando umas bolinhas coloridas nas mãos. Já os monitores levam nas mãos umas boias não tão inhas e eu nem te digo onde é que elas vão parar… Mas os acampantes, há! Esses já adianto que invariavelmente vão parar no chão. Hahahahahahahahahaha. Mas nem se esquentem, que parece que eles curtem o jogo ainda mais que os tios e tias. O único setor que não gosta muito da brincadeira é a enfermaria, vai saber porquê…

A tarde do último dia sempre é dedicada a arrumar as malas  se abraçar chorando e tentar se esconder no orquidário pra não ir embora  e compor hinos de quarto. Estes últimos são músicas que os acampantes fazem pra contar um pouco como foi a temporada pra cada um deles. As letras geralmente têm muitas resenhas internas, histórias e piadinhas que só eles entendem, mas também falam muito das relações no quarto e dos melhores momentos da temporada. Esperem que amanhã vocês escutam tudinho!

De noite, depois do último jantar e do último batuque coletivo, a galera se reúne com seus grupos de idade em volta de fogueiras pra fazer o fogo de conselho. Esse é o momento íntimo de cada grupo pra falar da temporada, agradecer, rememorar  lavar a roupa suja  e, por que não, comer muuuita pipoca. Sobre esse momento não posso dizer muito mais: é realmente um momento privado e delicado de cada grupo.

A hora de dormir acaba sempre sendo mais cabisbaixa… Todo mundo já sabe que a primeira coisa que vão escutar quando acordarem é a Ultima Alvorada e vou dizer: ô musiquinha sem-vergonha de triste. Devia ser crime cantar uma coisa dessas pra acampante, sério mesmo, um absurdo! Hahahaha. Mas que ela é linda é, isso a gente concede aos compositores.

É isso gente… Muito obrigada pela temporada, por acompanharem o blog e as fotos e, principalmente, por confiarem aos nossos cuidados os maiores tesouros de vocês.

Janeiro é nóis de novo pra mais uma temporada. :DDDD

Com carinho imenso e já morrendo de saudades da nossa casa:

A Equipe do Arraial

Arraial também é poesia…

Toda refeição que rola aqui no Arraial acontece de forma mais ou menos (e bote mais ou menos nisso) organizada. Cada mesa vai levantando e se servindo e, depois que todo mundo já foi, alguém libera a comida pra quem quiser repetir. Mas não é simplemente chegar e dizer: repete aê, galera!

Nã nã ni nã não… Aqui a gente faz um poema pra liberar a repetição e cada refeição é um poeta diferente e um poema novo.

Tem um acampante, no entando, que ama esse momento e lidera o ranking da maior quantidade de liberações das melhores poesias de repetição. Como é a última temporada dele, tivemos o privilégio de receber um super-poema de final de temporada, narrando a trajetória dele no acampamento. Como o autor autorizou, vou eternalizar ele aqui, junto com o momento que foi tão emocionante pra ele e pra todos nós.

U.R.G.G.B.
(Última Rima do Gagabe)

Oi, o Gagabe vai contar suas histórias
Histórias essas que são marcadas por mistérios e glórias

No Botinas
Nunca imaginei que faria rimas
Eu era muito chato
Apesar do fato, nunca achei o Arraial um saco

No Trovoada
Foi a primeira vez que vi o Arraíto fazer palhaçada
Para chegar no campismo demos uma andada
Cada um falando coisas engraçadas

No Mutuca
Tinha uma galera muito maluca
No campismo uma aranha me assustou
Uma gordinha o cóccix quebrou
No vilas Gagabe se irritou
E o amore quase derrubou, mas isso já passou

No Maluco Beleza
As saudades ficaram com toda certeza
No rio do campismo me empurraram
No GDM uns não acordaram
Nessa temporada não teve zanga
E ainda tivemos muita manga

No Açum Preto
Não tinha Clara pra formar o dueto
Na temporada teve lanternada, repelentada e quebra da cabeçada
A temporada não foi ruim não
E no Vilas o infiltrado não fez nada não
Só derrubou refri no chão

No Carango
Nunca imaginei que no Sinal de Pista ia rolando
Na temporada teve confusão entre Carango, Motoca e Busão
No Vilas roubei o biscoito
E o pessoal do Busão só volta aos dezoito

No Oxalá
Teve o GDM e o cara não acordou pra jogar
No jogo surgiu uma celebridade
Era o coronel Diogo Dib com um ar de maldade
Vilas foi sensação
E ainda perguntei cadê o pão

No Pelé
A gordinha ficou no meu pé
Kenan no par ou ímpar foi pura sensação
Tivemos um tal de Sopão
E no GDM Arouca não acordou não
Também Gagabe não foi pra camisa de força do psicanalista Dibão
E a gatinha desceu até o chão

No Ártemis
As meninas fizeram o têmis, têmis, têmis
No dia de acampar
Tiveram de me “roubar”
No GDM a monga rugiu para as gêmeas
E do Vilas Gagabe não pôde participar
Porque ele foi aprontou
Ainda tivemos sobremesa, e alguns com banana

Nos Balrogs
Queriamos ser Badogs
O Vilas foi resenha
Também Luana demorou, ficando tontinha
Gagabe na tiroleza encalhou
E Davi tirou
As meninas foram rejeitadas
E ainda ficaram “encalhadas”

Não há palavras que falem o que o Arraial fez por mim
Me transformou, criou e recriou
O Arraial é sensacional
E moda aqui é banal
Enfim, obrigado à todos que me acompanharam do meu trágico início
Até o meu grandioso fim

Agora quem quiser repetir
É só ir e vir

Hasta la vista, baby!

A temporada está acabando, pessoas. Já não dá pra esconder.  Estamos sob aquela velha maldição chamada tempo, e ele inexoravelmente avança, por mais que a gente não queira…

Hahahaha. Quanto drama, né? Pois tenho certeza que tem um monte de gente já contando as horas, os minutos e os segundos pra rever os seus pimpolhos e abraçar forte.
Pra garantir que tudo dê certo no sábado e que nenhum mal entendido se coloque entre vocês e os nossos queridos acampantes, vamos aos informes costumeiros de final de temporada.

A entrega dos “pacotes” amados será feita neste sábado, dia 04/07. Como sempre, no Arraial, teremos uma POOOOOGRAMAÇÃO, e dessa vez vocês não vão só saber como foi, mas também participar.

10h: ABREM-SE OS PORTÕES DA UNISER!

O acampamento do Arraial fica na estrada do Côco, no seguinte endereço:
Unidade de desenvolvimento do Ser (UNISER)
Estrada do Côco, KM 10 – Camaçari / BA
Telefone: (071) 3623-1207

Pedimos encarecidamente que não cheguem antes desse horário!!!
Também não é muito recomendável chegar atrasado demais, porque as crianças vão apresentar seus hinos de quarto e é muito importante pra elas que vocês escutem. :)

AZFOTO: teremos, como de costume, a nossa humilde barraquinha da comunicação, onde vamos mostrar as fotos de cada grupo e deixá-las à disposição pra quem quiser comprar os DVDs com os registros completos da temporada, já que no blog não cabe nem metade! (É muita foto, gente… Muita foto mesmo).

Pra combinar com o cardápio de criancinhas, teremos, então, o cardápio da feirinha:

– CD de Músicas do Arraial: 30 pratas.

– Foto Final do Grupo de Idade: 30 conto.

– Foto Final de todos os acampantes: 30 níqueis.

– DVD Geral (fotos das atividades em conjunto): 30 mangos.

– DVD do Grupo de Idade (fotos das atividades do grupo sozinho): 30 dinheiros.

***SUGERENCIAS DEL JEFE***

– 2 itens: 50 euros

– 3 itens: 80 libras

– 4 itens: 100 pesos

– 5 itens: 120 dólares

– 6 itens: 150 ienes

– 1 sorriso sincero: não tem MasterCard que pague

Por falar em Master Card, venho por meio desta vos informar que NÃO TRABALHAMOS COM CARTÃO.
Juro que não é má vontade… É má conexão de rede mesmo. Já tentamos, mas a maquininha não colabora com nóis.     ‘-‘

É isso, queridíssimos! Esperamos vocês de braços e portões (mas só depois das 10h) abertos!!!!!

Grande abraço,

A Equipe da Comunicação


Da esquerda para a direita: Lana, Cogo e Fábio.

Viva fiesta, viva la noche!

AIAIAI, muchachos? Como están? Por aqui vai tudo muitíssimo bien, gracias!

Logo de cara, no café da manhã, tivemos uma visita muuuuitíssimo especial! Os Minions vieram fazer uma dancinha pra gente, aproveitando pra cantar parabéns e comemorar o aniversário de Arthurzinho!
****BANANA?! TORPEDO?!  BABABA BABABA BABABA!****

Os dois grupos mais tchutchucos, los Nachos y los Chillis, se juntaram na primeira parte da manhã pra se molhar bonito na Gincana Aquática!!!! Existem muitos motivos pelos quais nós da comunicação adoramos essa brincadeira tanto quanto eles. Afinal de contas, além da alegria que ela gera, a gente também tira umas fotos incríveis e super lindas de pimpolhos pulando na piscina. Se liguem:

Depois da folia cada um foi pro seu lado. Os Nachos foram para Arembepe jogar o Contra o Tempo, enquanto os Chillis se embrenharam nos tentáculos d’ O Polvo.

ATENÇÃO: A Arraial Uniser e seus associados garantem que nenhum octópode foi ferido durante as atividades retratadas nas imagens abaixo. Já os acampantes…

O grupo restante, os Tortillas, também tiveram uma manhã bem agitada. Começaram no bosque com Bubble, e logo depois, aproveitando o bosque e a inicial, jogaram Bob Esponja. 

Na hora do almoço, adivinha quem voltou da Praia do Forte, cheios de fome, terra na cara e histórias pra contar?

ACERTÔ, MÍZERAVI! Foram os Guacamole!

Depois de um mega Jogo de Vilas, de dormir e tudo, eles voltaram absolutamente exaustos e transbordando nas resenhas… Nem deu tempo de saber de tudo ainda, mas a gente imagina a folia, né? Hahahaha. Pra ajudar a imaginação, vão aí umas fotos do processo todo. ;)

O Resto do dia foi praticamente todo dedicado à nossa grande fiesta de final de temporada. Como eu disse no post anterior: foi uma festa mexicana! Pra incrementar o clima, fizemos uma super produção durante a tarde com várias oficinas manufatureiras de máscaras e várias outras coisas. Mira qué hermosos!!!

Por fim, depois de tomar um banho deli pra tirar o suor do corpo, todo mundo foi se arrumar. Muitos até pintaram caveiras mexicanas no rosto. Foi massa!!!
La fiesta, em sí, teve várias atrações muy calientes: teve apresentação de dança flamenca, competição de Limbo (aquele jogo de passar por debaixo da vara) e, claro, muita música boa de dançar. Teve até um balcão de drinks mexicanos sem álcool, super coloridos! A galera se amarrou nos “Chupitos” do tío Dib.
Como manda a tradição, teve o parabéns dos aniversariantes da temporada. Quase que não coube todo mundo ao redor da mesa… Sério mesmo, foi número recorde dessa vez!

Vilas Niño

Hoje foi a vez dos Salsa de saírem para seu Jogo de Vilas!!!!!!
Por serem menores, todavia, eles fazem uma versão “café-com-leite” da atividade, que ainda acontece na Praia do Forte, mas sofre algumas modificações…

Eles fazem um percurso um pouco menor através das vilas do litoral norte e não dormem na PF, mas cumprem quase as mesmas provas dos mais velhos. Têm que arranjar comida, encontrar fotos, resolver enigmas, fazer o “gol do bolo” e, claro, lutar muuuuuito fio de vida.

Eles saíram todos alegrinhos e bonitinhos daqui, com as carinhas cheias de energia e amor no coração. Vamos ver em que estado é que eles vão voltar…. Hahahahahahaha

IMG_7692

Invitación!!!

Aproveitando que a temporada está cheia de festa, de caveiras mexicanas, de comemorações e tchenhenhens, venho por meio desta convidar os ex-acampantes, monitores, amigos e interessados à nossa tradicional festinha de final de temporada! Vai ser amanhã de noite!

Claaaaaaaro que os pais e responsáveis —> NÃO ESTÃO CONVIDADOS <— E não adianta reclamar e espernear, que o choro é livre! Hahahahahaha.

Aqueles que vierem, saibam que teremos uma GRANDECÍSSIMA FIESTA MEXICANA, cheia de molejo, chachachá, guacamole, salsa, tortillas, nachos e chilli.

Atenção: as imagens a seguir são meramente ilustrativas e cheias do photoshop mais descarado possível. A administração do Arraial Uniser e seus associados se consideram isentos de qualquer responsabilidade e não assumem danos causados por salivação excessiva ou posteriores frustrações com a dura realidade da vida. 

Como a gente sabe que ex-acampante é tudo uma mizéra, vamos estabelecer umas regrinhas básicaxxx pra evitar a esculhambação e a fuleiragem, pqnéééé…

1) A entrada só será autorizada a partir das 20h. REPITO: V-I-N-T-E  H-O-R-A-S. Pra quem não sabe, isso significa oito da noite.
Sério mesmo: quem chegar antes vai ficar esperando no portão. Hehehe.

2) A permanência só será permitida até as 23h. REPITO: V-I-N-T-E  E  T-R-Ê-S  H-O-R-A-S. Pra quem não sabe, isso significa onze da noite. Peço que acreditem que não hesitaremos em usar da força para retirar os que resistirem, se esconderem debaixo de cama, dentro de mala e na areia do parquinho. A saída compulsória será providenciada com todo o carinho e executada pelos nossos melhores lutadores de fio de vida. <3 <3 <3

Estando esclarecidas essas pequenas coisinhas, resta apenas pedir que VENHAM POR FAVOOOOOOOOR! E também que ESTAMOS MUERTOS DE SAUDADESSSSSS!
Lembrando que quem trouxer chocolate pra comunicação ganha créditos para encomendar futuras maldades, zoeiras e empréstimo do nosso abençoado ar-condicionado.

Beijocaaaaas! :*

Caníbales y Zombis

Mais um dia de Arraial, muchachos!

Hoje os Guacamoles comeram loucamente no café da manhã, sabem por quê? Isos mesmo: começou hoje o Jogo de Vilas deles!!! Os bichinhos vão passar dois dias comendo o que conseguirem, dormindo onde puderem, cumprindo mil provas, lutando fio de vida e andando igual a uns condenados… Nada mais justo, de fato, que dar uma forradinha no estômago, né?

IMG_7205

Com o restante dos acampantes que ficou no sítio (lembrando que os Nachos estavam no campismo desde ontem) fez uma ultra-mega-blaster brincadeira suuuuper antiga e tradicional do Arraial, o cansativo CANIBAAAAAL!  Héééééééé. Reconhecer esse jogo é facílimo: viu um monte de criança pintada de um monte de cor correndo por ai? Viu uns malucos mal encarados atrás delas passando tinta preta neles? Achou uns monitores estranhos enfeitados com penas na cabeça escondidos em uns cantos da Uniser? Pronto! Pode ter certeza de que esse é o jogo.

Apesar de terminarem o jogo ofegantes, bastou uns minutinhos de contagem de pontos, um suquinho básico e as crianças já estavam prontas pra outra. Aiai, o que não é a juventude… Hahahahhaahahahahahhaa!

Os Chillis jogaram Bob Esponja na segunda parte da manhã e depois do almoço fizeram uma ultra-mega-zueira espontânea, com direito a cabaninha improvisada, rei, ninja e faraó. De tarde eles saíram para brincar de Tesouro do Pirata num sítiozinho aqui perto e se acabaram indo de um lado pro outro num bom e velho balanço de pneu. Mas criança é um bichinho fantástico, né?

Os Tortillas jogaram Cadeirobol depois do lanche da manhã.

Depois do descanso os Tortinhos (rs) botaram tênis, muuuuito protetor solar e pegaram um buzu até Jauá pra jogar o famigerado Contra o Tempo. Esse é um jogo inspirado no Vilas, feito pra acampantes com um pouco menos de idade. Eles não lutam fio de vida e o jogo só dura alguma horas, mas cada equipe tem que cumprir várias provas super elaboradas e correr pra vencer o relógio.

Os semi-grandes do Salsa, seguindo o exemplo dos maiores passaram o resto da manhã fazendo o Treinamento pro Vilas, o que em Arraialês significa lutar muuuuuito fio de vida até dividir os times de forma equilibrada. Depois do almoço, pra descansar, eles jogaram Guerra dos Sexos, que, como o nome já sugere, é um jogo de perguntas e desafio, meninas contra meninos. Foi tão polêmico e engraçado que durou a tarde inteira e rendeu boas risadas.

Por fim, os Nachos! Deixa eu falar: os pimpolhos tiveram um dia bem cheio, viu! Acordaram no campismo e já de cara fizeram um passeio de barco, passando pelo mangue e chegando até pertinho da foz do rio Pojuca. Brincaram horrores lá, enterrando uns aos outros na areia e fazendo castelos… Delícia!

Quando chegaram de volta à Uniser bateram um rango massa de almoço e tiraram aquele cochilo esperto na hora do descanso. De tarde mostraram que além de bonitos, charmosos, inteligentes e cheios de energia, também têm muito talento pras artes plásticas e fizeram colagens incríveis na Oficina de Recorte e Texturas.  Pra sacudir o esqueleto depois de passar tanto tempo sentados, foram pro bosque e deram um golpe de Estado no Ataque ao Prefeito!

No jantar tivemos o prrrrrrrrazer incrível de comemorar mais um cumpleaños! Catarina Regis apagou velinhas e comeu um belo de um bolo com a galera do Arraial. Eita, temporada animada essa… Cheia de festa!

Revigorados com a alegria do parabéns e o açúcar do bolo a galerinha ainda teve fôlego pra um joguinho norturno. As equipes se reuniram com membros de todas as idades e fizeram o macabro Zumbis!